oxi

A saturação de oxigênio no sangue (abreviatura: SpO2) é um dos mais importantes parâmetros de avaliação das doenças respiratórias, pois reflete o impacto de diversos problemas cardiovasculares e respiratórios nas trocas gasosas mediadas pelos alvéolos do pulmão. Conhecer o nível de oxigênio no sangue ajuda o médico a tomar importantes decisões clínicas.

A oximetria de pulso ou oximetria não invasiva é a medida da SpO2 no sangue através de métodos não invasivos. 95 a 99% do oxigênio presente no sangue está ligado à hemoglobina, a proteína que transporta o oxigênio a todos os tecidos do corpo. Ela absorve energia luminosa de acordo com o comprimento de onda (vermelho ou infravermelho) da luz que incide sobre ela e, assim, o aparelho emite luz, captada pela hemoglobina presente nos pequenos vasos sanguíneos do dedo da mão e depois emitida. Medindo a diferença entre a energia luminosa emitida pelo aparelho e recebida após a reemissão pela hemoglobina, o oxímetro determina então a SpO2.

A maioria dos oxímetros de pulso também consegue verificar subsidiariamente o ritmo cardíaco e medir o número de batimentos por minuto, aumentando assim o espectro de informações obtidas pelo médico.